Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

21 mar

Piada e deboche com os deputados da CPI: ex-diretor da Celg, que foi mantido pela Enel, diz em depoimento que fornecimento de energia elétrica em Goiás é o quarto que mais apresenta melhoras no país

Comprovando o entendimento deste blog de que os deputados que integram a CPI da Assembleia Legislativa sobre a privatização da Celg e as vantagens descabeladas oferecidas à sua nova proprietária, a Enel, um dos diretores da empresa (que foli também anos a fio diretor da Celg), Humberto Eustáquio, apareceu para depor na manhã desta quinta-feira e disse aos membros da comissão que o fornecimento de energia elétrica em Goiás é o quarto que mais apresenta avanços no país.

 

É uma piada. Ou deboche com os parlamentares que integram a CPI, que possuem graduação zero em matéria de conhecimento sobre o objeto que estão investigando sem sequer contratar algum tipo de assessoramento para ajudar a encaminhar o trabalho que deveriam, mas não estão fazendo. Na semana passada, a Agência Nacional de Energia Elétrica divulgou uma avaliação em que a Enel, mais uma vez, aparece em último lugar quanto a qualidade dos serviços que presta. Isso mesmo: a companhia que abiscoitou a Celg em condições que precisam, sim, ser esclarecidas, é hoje a pior distribuidora de energia elétrica do país, com índices piorados em relação ao ano passado, quando também ficou na mesma posição.

 

O que os deputados estaduais que integram a CPI da Celg-Enel precisam é ter humildade para saber que estão pisando em terreno que desconhecem. É isso que dá asas para que alguém se apresente para depor e repita os absurdos que Humberto Eustáquio desfiou, na certeza de que não seria contraditado, como não foi.

 

Em tempo: apesar do depoimento de Humberto Eustáquio ter sido dado entre 9 e 11h30min da manhã, até agora, 12h30min, ainda não foi publicada uma palavra a respeito na parte noticiosa do site da Assembleia Legislativa. O Popular cobriu a reunião e postou a sua cobertura, no site do jornal, ao meio dia, em matéria da repórter Fabiana Pulcineli. A equipe que mantém o portal da Assembleia na internet tem mais de 30 jornalistas.