Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

21 ago

Plano de governo de Zé Eliton tem 70 páginas. Dessas, 20 são para relembrar o passado, ou seja, o que o Tempo Novo fez em seus 20 anos de poder

O plano de governo de Zé Eliton já está registrado no Tribunal Regional Eleitoral: trata-se de uma revista colorida com 70 páginas, das quais 20 nada têm a ver com propostas ou projetos, mas são usadas para relembrar em detalhes o que foi feito pelo Tempo Novo em seus 20 anjos de poder.

 

O foco no passado é a tônica de todo o plano: os projetos listados, 414 ao todo, versam em sua maioria sobre a manutenção, ampliação, fortalecimento ou intensificação de iniciativas já em andamento  ou que foram lançadas nos governos de Marconi Perillo. Programas e obras emblemáticas como o Hugol, os Credeqs, a Renda Cidadã, a Bolsa Universitária, o Vapt Vupt, o Cheque Moradia e similares são uma constante, mencionados muitas vezes ao longo do texto. Se os goianos optarem pelo candidato tucano nas urnas, é com isso que eles vão conviver nos próximos quatro anos.

 

O principal compromisso de Zé Eliton é a garantia de que todas essas obras e programas vão continuidade. “Eu garanto”, repete o governador várias vezes na introdução ao plano.