Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

O que revela a 1ª pesquisa Serpes deste ano em Goiânia

20 de julho de 2024

Muito além dos números, a 1ª pesquisa Serpes publicada por O Popular sobre as eleições em Goiânia mostra um cenário em que o candidato da base governista Sandro Mabel recupera rapidamente o tempo perdido em relação aos adversários Vanderlan Cardoso e Adriana Accorsi, que entraram no páreo muito antes dele. É a prova de que o governador Ronaldo Caiado, com a sua aprovação de 86% na capital, já exerce a sua influência positiva a favor do nome que ele pessoalmente escolheu para representar a base liderada pelo Palácio das Esmeraldas no mais importante pleito do Estado. Esse é o verdadeiro significado da pesquisa. Confiram, leitoras e leitores.

20 de janeiro de 2024

Lula inicia turnê pelos Estados, sem previsão de vir a Goiás

O presidente Lula se lançou a uma agenda eleitoreira de viagens pelo Brasil, começando por Estados nordestinos, porém mais uma vez sem qualquer previsão para visitar Goiás. Parece cristalizada a imagem de que o petista não gosta das goianas e dos goianos, vistos como um povo conservador historica e ideologicamente absorvido pelos ideais da direita. Aliás, já são quase 15 desde que Lula veio pela última vez. Tão cedo, não virá novamente.

20 de janeiro de 2024

Goiânia: Bruno Peixoto sai fora, mas continua dentro

O presidente da Assembleia Legislativa Bruno Peixoto foi compelido a um recuo tático nas articulações pela sua candidatura a prefeito de Goiânia. Ele sai do jogo, porém… segue em frente como um dos nomes possíveis para representar a base do governador Ronaldo Caiado no colégio eleitoral mais volumoso e importante do Estado. Bruno agora aguarda uma “convocação” para defender a bandeira da aliança caiadista na capital. Pode acontecer ou não.

18 de janeiro de 2024

Pior que Lula não vir a Goiás é marcar visitas e depois cancelar

Já são anos e anos sem que Lula apareça em Goiás. Pior, além de não vir, o presidente agendou em 2102 duas visitas, mas cancelou na última hora, sem explicações consistentes. É incontestável que o petista tem alguma ojeriza pelas goianas e pelos goianos, que só deram a ele uma vitória em suas eleições presidenciais (2002) e ostensivamente preferem o ex-presidente Bolsonaro – que costuma aparecer com frequência para verdadeiras apoteoses com as multidões que sempre acorrem para dar recepções consagradoras ao Jair.

16 de janeiro de 2024

Falta de reação de Vanderlan e nova “traição” surpreendem

Vanderlan Cardoso era tido como candidato certo a prefeito de Goiânia, aproveitando o recall do seu nome depois de disputar as duas últimas eleições e perder, mas sempre se habilitar ao 2º turno. No entanto, surpresa, o senador não deu um passo capaz de sugerir que vai concorrer ao Paço Municipal, mergulhando nas atividades internas do Senado Federal e distanciando-se do eleitorado da capital. Nesse ínterim, mais uma traição: abandonou o bolsonarismo e, sem informar o seu partido, o PSD, abriu conversações para apoiar Adriana Accorsi e indicar o vice-prefeito na chapa do PT.

15 de janeiro de 2024

Cenário em Goiânia não está aberto: de 3 nomes possíveis, 2 já estão definidos

Enquanto políticos e jornalistas seguem avaliando o cenário eleitoral em Goiânia como aberto, a verdade é que o quadro da disputa já está desenhado ou… fechado, como queiram. Três nomes pontuam: Adriana Accorsi, talvez encarnando a hora de uma mulher no Paço Municipal, a base bolsonarista hoje real que vai investir em Gustavo Gayer e o nome a ser escalado sob influência do governador Ronaldo Caiado, cada vez mais provavelmente o presidente da Assembleia Bruno Pedixoto.

13 de janeiro de 2024

Erro ao enfrentar Caiado (ou imprudência?) leva TCE a não ganhar nada e a perder muito

O Tribunal de Contas do Estado resolveu se levantar contra o governador Ronaldo Caiado, através de uma tentativa de obstaculizar a construção do hospital do câncer, o CORA, mediante justificativas polêmicas. Caiado não se intimidou e enfrentou o TCE, que chegou até a acusar a Corte de se mover para atender aos interesses do ex-governador Marconi Perillo – ele, Marconi, nomeou todos os atuais conselheiros. Acossado, o tribunal está agora a um passo de ser submetido à fiscalização dos seus gastos, algo impensável até agora, depois que a Assembleia entrou na briga ao lado do governador.

13 de janeiro de 2024

Exigência de “obras” para dar identidade a um governo é equívoco

Jornalistas e veículos de comunicação investem em um debate sobre a necessidade de obras físicas para dar uma identidade para a gestão do governador Ronaldo Caiado. Isso não existe. A única “obra” que fez a diferença em Goiás, até hoje, foi a construção de Goiânia. Daí para cá, a roda da história avançou e hoje governo bom é o que presta serviços de qualidade à população – no que Caiado investe e o que deu a ele entre 77 a 83% de aprovação, índices que são recordes e estão até além dos limites do possível.

12 de janeiro de 2024

E se 2024 reserva para a extrema-direita o pódio das urnas em Goiânia?

Gustavo Gayer está no jogo. O destrabelhado deputado federal do PL, que foi o 2º mais bem votado em Goiânia em 2022 e em 2020 já ficou em 4º lugar na corrida para o Paço Municipal, mostra crescimento como alternativa para a sucessão do prefeito Rogério Cruz. Ou seja: a extrema-direita está no páreo e tem chances de vencer em uma capital onde os resultados das urnas de 2022 revelaram uma nítida predominância do bolsonarismo e a forte influência da polarização ideológica.

11 de janeiro de 2024

Novos números reforçam a segurança como tema inovador da campanha municipal

O governador Ronaldo Caiado acaba de divulgar os últimos dados da segurança pública em Goiâs: crimes como homicídios, latrocínios e roubo de carros registram hoje ocorrências equivalentes a um décimo dos números de 2018, último ano das gestões do PSDB. Em Goiânia e Aparecida, maiores centros urbanos do Estado, essas estatísticas positivas caminham para se refletir, pautar a campanha e exigir um posicionamento dos candidatos a prefeito quanto as esforços para manter ou melhorar o ambiente vigente de paz social. Sim, os municípios têm uma contribuição a dar, ainda mais quando contam com alentadas tropas de guardas civis.

10 de janeiro de 2024

Os fatores que deram a Caiado o título de melhor governador do país

Uma pesquisa do instituto Atlas/Intel em todos os 27 Estados e no Distrito Federal deu ao governador Ronaldo Caiado o título de melhor do Brasil, isto é: Caiado atingiu o maior índice de aprovação dentre todos os seus colegas. Até oposicionistas, como a deputada federal Adriana Accorsi e o jornal O Popular, reconhecem que o governador faz bem o que faz, que a visão positiva da população sobre a sua gestão é real e que ele está fundamentado para se candidatar a presidente da República.

8 de janeiro de 2024

Prefeito que ainda aposta em obras para se reeleger pode tirar o cavalo da chuva

Rogério Cruz em Goiânia e Vilmar Mariano em Aparecida aguardam o fim da estação de chuvas para lançar e tentar executar obras para as quais não têm dinheiro nem tempo suficiente para adiantar e com isso tentar de alguma forma aumentar as suas escassas chances de reeleição. Ambos patinam nas pesquisas tanto de intenção de votos quanto de aprovação da gestão, nas quais aparecem com índices insuficientes para buscar mais um mandato. Se o primeiro não deu certo, por que o eleitorado daria a eles o segundo?

6 de janeiro de 2024

Chances de Adriana Accorsi são reais, apesar da maioria bolsonarista em Goiânia

Única postulante à prefeitura de Goiânia a se mexer, a deputada federal Adriana Accorsi não perde tempo e surpreendeu com a proposta de montar uma chapa com o PT na cabeça e um representante do bolsonarismo na vice, no caso o empresário e presidente da FECOMÉRCIO Marcelo Baiochi. A petista mostra pragmatismo e procura acertar na articulação para concorrer com chances reais de vitória em outubro próximo.

5 de janeiro de 2024

Fiasco do PT com a segurança pública infla a candidatura de Caiado

A esquerda brasileira tem dificuldades históricas para fazer governos comprometidos com a conquista da segurança pública para a população. O PT imagina que bandidos são produtos das desigualdades sociais, o que acaba travando seus governos quanto a execução de estratégias eficientes nessa área. O contrário disso é a ação do governador Ronaldo Caiado, em Goiás. Aqui, os índices de criminalidade caem drasticamente desde 2019 e acabaram criando uma bandeira para justificar a candidatura de Caiado a presidente da República.

4 de janeiro de 2024

Por que Gomide lidera as pesquisas, mas não tem expectativa de vitória

O deputado estadual Antônio Gomide lidera as pesquisas de intenção de votos para a prefeitura de Anápolis, chegando até a 40% em alguns levantamentos. Parece um capital razoável para construir uma vitória daqui a 8 meses, mas… não é bem assim. Gomide é do PT e o antipetismo transformou-se em uma força política arrasadora entre o eleitorado anapolino. Tanto que, nas mesmas pesquisas, ele ostenta o 1º lugar como o nome mais rejeitado, com percentuais semelhantes aos da sua intenção de votos.

3 de janeiro de 2024

Caiado, polarização e urgência administrativa: os 3 condicionantes da eleição em Goiânia

O pano de fundo para a eleição para a prefeitura de Goiânia, daqui a 240 dias, já começou a ser costurado e revela uma colcha composta por três retalhos: a influência do governador Ronaldo Caiado, altamente aprovado pelo eleitorado goianiense, a polarização ideológica que tomou conta do país desde há alguns anos e a pressão para reverter rapidamente o infortúnio administrativo protagonizado pelo prefeito Rogério Cruz e dar estabilidade ao Paço Municipal. Da combinação desses fatores emergirá o próximo gestor da capital.