Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

O que revela a 1ª pesquisa Serpes deste ano em Goiânia

20 de julho de 2024

Muito além dos números, a 1ª pesquisa Serpes publicada por O Popular sobre as eleições em Goiânia mostra um cenário em que o candidato da base governista Sandro Mabel recupera rapidamente o tempo perdido em relação aos adversários Vanderlan Cardoso e Adriana Accorsi, que entraram no páreo muito antes dele. É a prova de que o governador Ronaldo Caiado, com a sua aprovação de 86% na capital, já exerce a sua influência positiva a favor do nome que ele pessoalmente escolheu para representar a base liderada pelo Palácio das Esmeraldas no mais importante pleito do Estado. Esse é o verdadeiro significado da pesquisa. Confiram, leitoras e leitores.

3 de junho de 2024

Indulgência do PT com a criminalidade é desafio para Adriana Accorsi

O maior adversário da deputada federal petista Adriana Accorsi, na eleição municipal deste ano em Goiânia, parece ser… o seu próprio partido. Em um Estado onde a política de segurança pública do governador Ronaldo Caiado foi tão bem-sucedida que transformou Goiás na unidade federativa mais protegida do país, quanto a criminalidade, Adriana acaba de votar na Câmara a favor de um benefício polêmico para presos, qual seja a “saidinha” (ou liberação para que detentos deixem temporariamente a cadeia em datas especiais) – que o Congresso derrubou em definitivo. Ela seguiu a orientação do seu partido, onde vigora a visão do bandido como “vítima” das injustiças sociais, ao contrário do pensamento conservador, tal qual compartilhado com Caiado: segurança pública só se faz com endurecimento do tratamento dedicado a quem infringe a lei penal, fora e dentro dos presídios. Tudo isso conspira contra as chances de Adriana na corrida pelo Paço Municipal.

29 de maio de 2024

Entenda por que Mabel é a última esperança de Vilmarzim

O prefeito de Aparecida Vilmar Mariano (UNIÃO BRASIL) empreendeu uma maratona de shows artísticos com sorteios de prêmios, lançamento de obras e participação incessante em cultos evangélicos, mas não há sinais de que conseguiu diminuir a enorme diferença que o separa do Prof. Alcides nas pesquisas – e, portanto, não tem viabilidade para disputar a reeleição. Hoje, o único trunfo de Vilmarzim é o apoio rasgado que recebe do empresário e candidato da base governista em Goiânia Sandro Mabel, que chega ao extremo de garantir dispor de dados mostrando que, sim, o prefeito reagiu, embora não mostre esses levantamentos para ninguém. Por que Mabel se apaixonou pela candidatura de Vilmarzim a ponto de chegar a condicionar a sua postulação em Goiânia à oficialização do seu aliado em Aparecida? Estaria acontecendo uma mistura de negócios com política?

28 de maio de 2024

Políticos que pensam e agem fora da caixa ganham espaço em Goiás

A maioria esmagadora da classe política em Goiás sempre operou e continua operando dentro dos padrões tradicionais da velha política, baseando sua atuação em condutas convencionais e nos conchavos de bastidores, em vez de se atentar para a necessidade de inovar e para o pensamento e ação fora da caixa. Felizmente, há bons exemplos de renovação, que vêm do governador Ronaldo Caiado e da deputada federal Adriana Accorsi e do deputado federal Gustavo Gayer, diferenças ideológicas à parte. Veja uma análise sobre a urgência de uma reoxigenação da política estadual, para reduzir e até eliminar o papel prejudicial do modelo arcaico de liderança, no limite abrindo novos caminhos para a progressão da sociedade rumo a um novo e mais autêntico patamar de representação popular.

27 de maio de 2024

Prazo avança, Vilmarzim não sai do atoleiro e Prof. Alcides se consolida

Junho está chegando e junto aproxima-se a hora da definição para a candidatura a reeleição do prefeito de Aparecida Vilmar Mariano (UNIÃO BRASIL): em um acordo com o ex -prefeito Gustavo Mendanha e com o vice-governador Daniel Vilela, dois meses atrás, ele aceitou o desafio de reduzir a sua diferença face ao Prof. Alcides, nas pesquisas, em pelo menos 20 a 30 pontos, mostrando-se assim um candidato viável, ou desistir e apoiar o deputado federal Leandro Vilela como representante da base governista no pleito municipal deste ano no 2º maior colégio de eleitoras e eleitores de Goiás. Em duas ou três semanas, as intenções de votos serão apuradas, quando a hora da verdade vai soar para Vilmarzim.

23 de maio de 2024

Reeducação da classe política estadual é maior obra de Caiado

A troca da secretária de Finanças Selene Peres pelo economista Francisco Sérvulo Freire Nogueira consolida o estilo inovador do governador Ronaldo Caiado, que passou uma borracha nos parâmetros da velha política em Goiás e reafirmou a sua imensa autoridade moral, evitando tropeços e turbulências, além de garantir a continuidade administrativa da sua gestão sem qualquer ameaça de desestabilização. Pensando e agindo fora da caixa, Caiado produziu um governo à sua imagem e semelhança, sem influência da velha política e ao mesmo tempo reeducando partidos e lideranças para uma nova realidade bem diferente do que estavam acostumados nos tempos de Iris Rezende, Maguito Vilela e Marconi Perillo.

22 de maio de 2024

Empréstimo do BRICS é lorota: Aparecida não tem aval da STN para se habilitar

O prefeito de Aparecida Vilmar Mariano foi ao programa Politheia, da Fonte TV, e repetiu o anúncio que fez há exatamente um ano: nos próximos 30 dias, receberá os R$ 600 milhões do financiamento prometido pelo banco do BRICS e fará investimentos pesados em obras e serviços públicos. Pura enganação: basta consultar o site da Secretaria do Tesouro Nacional para se verificar que a prefeitura, por faltar com a obrigação de prestar informações sobre a sua situação fiscal, não teve sequer condições de ter a sua nota CAPAG (Capacidade de Pagamento) apurada, o que é requisito indispensável para a contratação de empréstimos internacionais. O prefeito e seu secretário da Fazenda Einstein Paniago desandaram com a gestão financeira e chegaram a um ponto em que estão proibidos de contrair qualquer operação de crédito, dentro e fora do país.

21 de maio de 2024

Excesso de críticas e conselhos indicam que Mabel ainda não colou

Proliferam na imprensa estadual críticas ao fraco desempenho do megaempresário, ex-deputado federal e atual presidente da FIEG Sandro Mabel desde que foi apontado como candidato da base governista a prefeito de Goiânia. Não há quem não tenha um palpite ou uma opinião para melhorar a performance de Mabel – que, por sua conta, segue falando pelos cotovelos e consolidando uma imagem de desgastes, sem mostrar que é um postulante ao Paço Municipal que tem o fundamental, ou seja, cheiro de povo (tudo o que ele faz é se reunir com empresários e se firmar como um representante da classe). Fora o apoio do governador Ronaldo Caiado, o que não é pouco, Mabel pouco avançou até agora para valorizar o seu próprio nome.

20 de maio de 2024

Debate sobre subprefeituras em Goiânia é… perda de tempo

Goiânia é uma metrópole de pequeno porte que pode, sim, continuar a ser gerenciada pelo seu prefeito, como autoridade municipal única, sem necessidade de criar as chamadas subprefeituras – na prática uma delegação nociva de poder para pequenos gestores regionais, apenas criando mais um canal ou empecilho para que a população tenha acesso aos serviços públicos básicos a que tem direito. Mesmo assim, a temperatura fria da atual pré-campanha está sendo quebrada por um debate sobre a criação ou não de administrações regionais pela cidade afora. Pura perda de tempo, leitoras e leitores. Iris Rezende, nos seus mandatos, chegou a aprovar uma lei para as subprefeituras, mas felizmente nunca foi adiante.

15 de maio de 2024

Desgastes do governo Lula criam desafio para Adriana Accorsi e Gomide

Adriana Accorsi é a única candidata do PT com chances dentre todas as capitais de Estados. Além dela, em Anápolis, uma cidade de importância reconhecida, outro petista, Antônio Gomide, também aparece como líder nas pesquisas. Os dois enfrentam um desafio comum: vencer a força do bolsonarismo em colégios eleitorais que, em 2022, deram vitória esmagadora para o Jair – nos quais quase chegou a 3 x 1 sobre Lula. Adriana e Gomide defendem a visão de uma disputa pautada por temas gerenciais e políticas públicas locais, mas a influência da polarização ideológica é um fato irrecorrível e, em princípio, vai prejudicar a ambos.

13 de maio de 2024

Shows e prêmios para viabilizar Vilmarzim provocam reação popular negativa

Atrás de intenções de voto para subir nas pesquisas e provar que tem viabilidade como candidato à sua própria sucessão, o prefeito Vilmar Mariano mergulhou numa estratégia delirante de promoção de shows artísticos e distribuição de prêmios (até motocicletas e PIXs de 50 reais) para atrair multidões, cujas fotos ele publica nos seus perfis nas redes sociais como se estivessem atreladas à sua liderança. Tudo isso, leitoras e leitores, nas barbas do Ministério Público, a menos de cinco meses das eleições. A farra de gastos com objetivos claramente eleitorais, em Aparecida, é um escândalo nacional. E os seguidores do prefeito, por exemplo, no Instagram, condenam a gastança e reclamam atenção para os seus bairros.

10 de maio de 2024

Relação Mendanha-Vilmarzim é ovo quebrado: reconstruir é impossível

O relacionamento entre o ex-prefeito de Aparecida Gustavo Mendanha e seu sucessor Vilmar Mariano voltou a um canal de normalidade formal, mas muito aquém do que já foi um dia. A confiança entre os dois está quebrada como um ovo de impossível reconstrução e o fato é que os ambos jogam hoje um jogo de gato e rato, em que Vilmarzim precisa reagir nas pesquisas (está 30 pontos atrás do Prof. Alcides) para se viabilizar como candidato da base governista ou, não conseguindo, vir a ser substituído pelo ex-deputado federal e primo de Daniel Vilela, Leandro Vilela (empatado tecnicamente com Vilmarzim nas pesquisas, mesmo pouco assíduo em Aparecida). Mariano, o fanfarrão, nega esse acordo e diz que já está viabilizado, porém preso dentro de um partido – o UNIÃO BRASIL – onde não tem voz de comando para garantir a sua postulação.

9 de maio de 2024

Caiado acumula caixa de R$ 20 bi, mas teto impõe limites para gastar

O caixa acumulado pelo governador Ronaldo Caiado já bateu a casa dos R$ 20 bilhões de reais, uma reserva que, mesmo proporcional a cada época, nenhum governante do passado jamais alcançou em Goiás. Essa fortuna simboliza o acerto do ajuste fiscal do Estado, estabilizando a administração mediante a redução das despesas face às receitas, a transformação da dívida pública em pó e o pagamento de todas as contas rigorosamente em dia, inclusive os salários do funcionalismo quitados dentro do mês. Caiado pouco fala nessa extraordinária conquista, mas é ela que está por trás do sucesso da sua gestão e da aprovação de 86% a que chegou entre as goianas e os goianos.

8 de maio de 2024

Redes sociais de Alcides e de Vilmarzim mandam sinal amarelo… para Vilmarzim

Uma avaliação das redes sociais do deputado federal Prof. Alcides (PL) e do prefeito Vilmar Mariano (UNIÃO BRASIL), pré-candidatos em Aparecida nas eleições municipais deste ano, revela uma desvantagem preocupante para Vilmarzim: as centenas de comentários que ambos recebem para as suas postagens evidenciam uma insatisfação das aparecidenses e dos aparecidenses quanto aos serviços públicos por conta da prefeitura, soterrando o prefeito com cobranças e reclamações, enquanto Alcides, como proposta oposicionista alternativa, é recebido com mais condescendência e simpatia. Tudo que o Mariano publica em termos de obras e realizações é imediatamente replicado com a lembrança de que, em Aparecida, falta muita coisa em matéria de infraestrutura urbana e social e que, em consequência, o prefeito está devendo respostas.

6 de maio de 2024

Grandes empresários de Goiás viram as costas para as irmãs e irmãos do Sul

Com a tragédia das inundações que se abateu sobre o Rio Grande do Sul, o empresariado de Goiás tem mais uma vez a chance de demonstrar seu espírito cristão e humanitário através de doações para minorar o sofrimento das vítimas cada dia mais numerosas. Mas, não. A exemplo da época da pandemia de Convid-19, quando os donos do dinheiro no Estado não apoiaram a luta contra a doença, uma vez mais entidades poderosas como a FIEG, a FECOMÉRCIO, a FAEG e a ADIAL, portavozes de 65% do PIB goiano, fingem-se de cegas, mudas e surdas e não se mobilizam para levantar recursos para apoiar as irmãs e irmãos vulneráveis do Sul no país.

3 de maio de 2024

Obra símbolo de Caiado toma corpo exatamente como ele projetou

Depois de vencer todos os obstáculos inventados para a construção do CORA – Complexo Oncológico de Referência do Estado de Goiás pelos seus adversários políticos, o governador Ronaldo Caiado caminha em marcha acelerada para colocar a obra em funcionamento já em meados do segundo semestre. Será uma realização com potencial para simbolizar o êxito do seu legado para a história estadual, capaz de se fixar na memória popular das goianas e dos goianos como superior, muito superior, a tudo que os governantes do passado fizeram na área da Saúde.