Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

30 set

Campanha do PSDB nas ruas e nas redes sociais perde o fôlego, sob impacto das pesquisas e da agenda policial: as poucas carreatas deste domingo lembram cortejos fúnebres

A pesquisa Serpes deste domingo e a manchete de O Popular afirmando que Caiado está a um passo de vencer no 1º turno, além de mostrar Zé Eliton com apenas 10,6%, apenas meio ponto à frente de Daniel Vilela (este em trajetória de alta), e a agenda (palavra tão ao gosto do Zé) policial deflagrada na sexta-feira, tiraram o fôlego da campanha do PSDB e não era para menos.

 

Neste domingo, os tucanos fizeram apenas duas carreatas – uma em Cidade Ocidental, comandada por Zé Eliton, outra no setor Garavelo, em Aparecida, puxada pelo seu coordenador-geral de campanha Charles Antônio – e uma caminhada, com a presença de uma agora desanimada Raquel Teixeira, candidata a vice, no Jardim Nova Esperança, em Goiânia.

 

O clima observado lembrava em tudo a passagem de um cortejo ou procissão fúnebres.