Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

30 set

Rejeição a Marconi dispara, segundo a nova pesquisa Serpes/O Popular, vai a 39,5%, mas , detalhe da maior importância, sem captar os efeitos da Operação Cash Delivery

A nova pesquisa Serpes, publicada em O Popular neste domingo, revela que a rejeição ao ex-governador Marconi Perillo cresceu 6,9 pontos porcentuais e chega agora a quase 40%. Diante da pergunta “em quem você não votaria de jeito algum nas eleições deste ano?”, em lista de 12 nomes que tentam uma cadeira no Senado, 39,5% citaram o tucano. Na pesquisa anterior, divulgada em 9 de setembro, Marconi tinha 32,6%.

 

O mais importante de tudo: a pesquisa Serpes, que foi a campo entre 24 e 28 de setembro, não mediu efeitos da Operação Cash Delivery, que acusa o tucano de ter recebido propina da Odebrecht nas eleições de 2010 e 2014 e prendeu o tesoureiro das suas campanhas em 2010 e 2014 e atual coordenador-geral da campanha de Zé Eliton, o presidente licenciado da Agetop Jayme Rincón. .