Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

27 jul

O Popular pergunta aos governadoriáveis se eles aprovam a licença-prêmio para os juízes: Caiado e Daniel Vilela respondem que não, Zé Eliton enrola e não diz que sim nem que não

É um primor de malabarismo verbal e enrolação a resposta que o governador Zé Eliton deu a uma pergunta que O Popular fez aos candidatos a governador sobre a absurda proposta de licença-prêmio, ainda por cima retroativa, aos juízes goianos.

 

Ronaldo Caiado e Daniel Vilela não titubearam e disseram que, não, não aprovam a ideia, que é totalmente inconveniente e inaceitável em qualquer circunstância.

 

Zé Eliton deu uma resposta menor que a dos outros candidatos, na qual gastou 80% do palavrório repetindo a pergunta e o restante tentando sair pela tangente: “É importante que a licença-prêmio seja avaliada a partir sua relevância pública e de sua viabilidade orçamentária. É por isso que passará pelo crivo dos diferentes órgãos competentes”. Ponto final.

 

Tentou não se comprometer – e acabou se comprometendo por ter sido omisso