Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

02 set

Três principais candidatos a governador não têm experiência com debates, nem mesmo Caiado, que já foi candidato a governador e a presidente, mas há tanto tempo que nem deve se lembrar de nada

Ronaldo Caiado, Zé Eliton e Daniel Vilela, os três candidatos a governador de Goiás mais pontuados nas pesquisas e, teoricamente, com chances de vencer a eleição, não têm experiência com debates, nem mesmo Caiado, que já disputou o governo de Goiás e a presidência da República, mas há tanto tempo que nem deve se lembrar mais de como foi a sua participação nos debates daqueles tempos idos.

 

Caiado sempre foi um parlamentar ativo e com traquejo em discussões em plenário. Mas isso está longe de se comparar com o tête-à-tête tenso e estressante dos debates eleitorais. Zé Eliton e Daniel Vilela nunca passaram por nada parecido. Zé é acostumado ao embate jurídico, eivado de formalidade, pois vem de uma carreira bem sucedida como advogado de municípios e de Direito Eleitoral. Daniel foi vereador, deputado estadual e é deputado federal, mas nunca revelou gosto, ao contrário de Caiado, pelo confronto de opiniões no espaço legislativo.

 

O resultado é uma situação inédita em que nenhum deles é versado nas artes de entrar em acareação com adversários de modo direto, como acontece nos debates eleitorais. Nos três eventos realizados  até agora, nenhum se saiu excepcionalmente ou impressionou acima do normal. No fundo, no fundo, não sabem ainda30 como transformar a oportunidade em pontos a favor nas pesquisas.