Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

08 set

Serpes, neste domingo, 9, em O Popular, será a mãe de todas as pesquisas ao mostrar se funcionou o não a soma de tudo o que foi feito até agora pelos candidatos: ruas, redes sociais, debates e TV

Está confirmadíssima para este domingo, 9, a publicação de mais uma rodada do instituto Serpes, em O Popular. A pesquisa foi feita após o início dos programas eleitorais no rádio e na televisão e deve incorporar os efeitos, se é que os houve, das mobilizações de rua, das redes sociais e também dos debates realizados até agora.

 

Se o Serpes mostrar que tudo permanece como antes, com Ronaldo Caiado na liderança absoluta e, pior ainda, se revelar que o candidato do DEM cresceu, mesmo que pouco, o tempo se fechará para Zé Eliton e Daniel Vilela.

 

A 27 dias da data da eleição, são grandes as chances de que a pesquisa venha a enterrar, de vez, as candidaturas do tucano e do emedebista – daí a sua importância. Há sinais sólidos de que tudo ficará como dantes e de que Caiado pode até crescer alguma coisa: duas pesquisas publicadas na quinta e na sexta, a do Fortiori e a do instituto Signates, trouxeram números apontando para um cenário sem alterações, mas com ligeira elevação do democrata.