Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

10 jun

Fiasco de Daniel na pesquisa Serpes/O Popular (5,6%) vai afastar ainda mais as bases do MDB. Consequência pode ser uma composição para integrar a chapa de Caiado

Ao amargar o 3º lugar na pesquisa Serpes/O Popular deste domingo, com apenas 5,6% das intenções de voto, com Zé Eliton marcando quase o dobro (10%) e Ronaldo Caiado na liderança com 38%, o deputado federal Daniel Vilela vê a sua candidatura a governador entrando em processo de enfraquecimento inexorável.

 

Grande parte das bases do MDB já debandaram em direção a um porto mais seguro, no caso, Caiado. Novas defecções deverão ocorrer, a menos que ocorra um milagre – e isso em política não costuma acontecer – e fatos novos venham a reanimar a candidatura moribunda de Daniel.

 

Uma consequência da má performance nas pesquisas pode ser uma composição, muito mais realista que o voo solo, entre Daniel e Caiado. O filho de Maguito seria um excelente nome para a vice e até mesmo para o Senado (hipótese em que as coisas ficariam ainda mais complicadas para Marconi Perillo, que apareceu na pesquisa em 1º lugar na corrida senatorial, mas com menos intenções de votos que o levantamento anterior, ou seja, caiu de 16,1 para 14%).