Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

20 jul

Princípios iniciais do plano de governo de Daniel Vilela são bem formatados e embalados em apresentação fácil de ser assimilada pelo eleitorado

Vejamos um resumo sobre os sete pilares do plano de governo apresentado pelo deputado federal Daniel Vilela para embasar a sua candidatura a governador (do ponto de vista eleitoral, é evidente a facilidade de assimilação pelo eleitorado, devido ao criativo formato de comunicação utilizado):

 

Amparar indica que o desenvolvimento social em um novo governo emedebista em Goiás visaria à defesa e proteção da cidadania.

 

Conhecer seria o investimento em educação com o objetivo de capacitar melhor o cidadão do futuro, principalmente os jovens.

 

Cuidar focaria a área de Saúde, com a proposta básica de implantação de um sistema digital para gerir todo o sistema estadual de atendimento médico, disponibilizando dados em tempo real sobre vagas (na rede pública e na rede particular conveniada) e também com o prontuário dos pacientes.

 

Empreender trataria do desenvolvimento econômico, com foco na geração de mais empregos e em melhorar a renda do cidadão.

 

Proteger se daria através de aplicação massiva de recursos para garantir a segurança de toda a população, priorizando homens e mulheres que integram as forças policiais, com apoio na tecnologia da informação.

 

Gerir buscaria a satisfação plena do cidadão, através da racionalização da prestação dos serviços públicos e de suas interações com a sociedade, como no caso dos incentivos fiscais e das organizações sociais contratadas pelo governo, setores que seriam orientados pela transparência e pela busca de resultados efetivos.

 

E finalmente Conectar, representando uma espécie de eixo de tecnologia de última geração, para garantir avanços na área de inovação e de redução de gastos.