Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

01 set

Programas eleitorais da noite de sexta repetem os do horário vespertino, menos o de Caiado, que avança com o discurso da mudança e mostra que seu marketing pode superar a limitação do tempo reduzido

Todos os candidatos majoritários repetiram na noite desta sexta os seus programas já exibidos no horário vespertino da propaganda eleitoral na televisão, menos Ronaldo Caiado.

 

E o candidato democrata avançou. Ele entrou firme com o discurso da mudança e definiu três pilares para o seu governo, se eleito: o combate à corrupção, a diminuição das desigualdades sociais e a transformação efetiva de Goiás no que chamou de “motor do Brasil”, isto é, um Estado desenvolvido economicamente. Caiado abriu o programa com uma frase brilhante, do ponto de vista da sua estratégia eleitoral: “Esta não é uma campanha para mudar um governador, esta é uma campanha para mudar um Estado”.

 

Com um texto aprimorado e imagens de ótima qualidade(veja frame do programa acima), além da edição de primeira, o marketing de Caiado mostrou que pode superar com tranquilidade a limitação imposta pelo seu reduzido tempo de propaganda na TV, apenas 1 minuto e 20 segundos.