Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

27 set

Calendário das pesquisas: Serpes, em O Popular, no próximo domingo, 30, será fundamental para avaliar o rumo da eleição na última semana de campanha. Depois, virá a do Grupom

A próxima pesquisa de importância, muita importância, a ser publicada na atual temporada eleitoral é a do instituto Serpes, que sairá em O Popular no próximo domingo, 30 (data confirmada pelo próprio jornal).

 

Para divulgação concomitante ou um dia após, como sempre faz, visando a amenizar possíveis efeitos negativos, o marketing do PSDB tem engatilhada mais uma pesquisa do Directa, pronta para publicação a partir de sábado, 29, conforme o registro no TRE. O instituto é o único, até hoje, a apontar Zé Eliton com índices elevadíssimos, correspondentes a um verdadeiro fenômeno eleitoral: na última, há 10 dias, deu o candidato tucano com 26,7% e serviu de base para a tentativa de motivar a militância com uma suposta “virada”.

 

Após o Serpes, a pesquisa de credibilidade seguinte será a do Grupom, que será publicada pelo Diário da Manhã na terça, 2 de outubro, ou na quarta, 3.

 

Veja, leitor, mais uma vez, o ranking de credibilidade das pesquisas, conforme a avaliação deste blog (critérios de tradição no mercado, qualidade técnica, alinhamento com a média das principais pesquisas e aceitação pública):

 

Grupom: credibilidade alta.

Serpes: credibilidade alta.

Ibope: credibilidade alta.

Fortiori: credibilidade alta (parou de trabalhar na atual campanha).

Signates: credibilidade alta (parou de trabalhar na atual campanha).

Real Time: credibilidade em alta (última pesquisa com resultados alinhados aos demais, dentro da margem de erro).

Diagnóstico: credibilidade abalada (em função dos resultados não alinhados para o senador Wilder Morais, 11%, na última pesquisa).

Exata OP: nenhuma credibilidade (registra pesquisas, mas não divulga).

Directa: nenhuma credibilidade.