Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

29 set

Em discurso apaixonado à militância paga, no comitê de Zé Eliton, Valéria pede “às famílias goianas que acreditem no meu marido” e não permitam que “o seu legado seja destruído”

A ex-primeira dama Valéria Perillo está se notabilizado por discursos exaltados, aos gritos, em que defende apaixonadamente o que chama “legado de Marconi” e pede, em troca, os votos dos goianos para eleger Marconi Perillo senador da República.

 

Neste sábado, pela manhã, Valéria repetiu a dose em um evento com a militância paga no comitê de Zé Eliton na avenida T-63. Os tucanos estão abalados, e com razão, pela Operação Cash Delivery, que quase levou o ex-governador para a prisão e provavelmente terá efeitos deletérios para eles nas urnas do próximo dia sete.

 

Audaciosamente, Valéria delega “às famílias goianas” a tarefa de acreditar em Marconi e não nas investigações do Ministério Público Federal e da Polícia Federal, que seriam “tudo mentira”, e sonha com um mundo em que todos os goianos, de mãos dadas, conduziriam o seu companheiro à condição de “maior senador da República que Goiás já teve”.

 

Veja o vídeo. Parece com dona Iris Araújo? Não, nem ela jamais defendeu Iris Rezende com tanto arrebatamento. Um detalhe que vale a pena curtir: a cara de Marconi, ao lado de Valéria, é de velório.