Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

30 set

Zé vai perder (no 1º turno, até O Popular admite) e poderia sair limpo, mas a prisão do seu coordenador-geral Jayme Rincón, com quase R$ 1 milhão de reais em dinheiro vivo, suja a sua imagem

No próximo domingo, por volta das 19h30min, o senador Ronaldo Caiado será anunciado pelo Tribunal Regional Eleitoral como o próximo governador. Isso se a eleição for definida em 1º turno, como hoje apontam todas as pesquisas e até o jornal O Popular, avesso a previsões em reportagens políticas, admite em manchete de capa na edição deste domingo.

 

Vamos lá: perder ou ganhar faz parte da política. O que seria importante para Zé Eliton, pregressamente advogado com sólida carreira no mundo jurídico, deveria ser sair da derrota com uma imagem limpa, de quem concorreu  obedecendo as regras democráticas e legais e principalmente a moral e a ética. Infelizmente, a Operação Cash Delivery muda essa projeção para o futuro do candidato do PSDB.

 

O coordenador-geral nomeado por Zé Eliton para a sua campanha, Jayme Rincón, acabou preso pela Polícia Federal e, desafortunadamente, está ligado a R$ 1 milhão de reais em dinheiro vivo com que os agentes da PF esbarraram ao vasculhar a casa do seu motorista e preposto no recebimento de malas de dinheiro oriundo de propinas. Esse “acidente” abriu uma nova linha de investigação dentro da Operação Cash Delivery.

 

“Não tem nada a ver com a minha campanha”, tentou se explicar o Zé. Não é bem assim. De onde veio esse dinheiro e para o quê estava destinado, nas mãos, repita-se, do coordenador-geral da campanha tucana? Vale lembrar que a apreensão se deu no finalzinho do mês, com a militância contratada aguardando, no comitê central da avenida T-63, o pagamento dos seus salários.

 

As investigações vão se aprofundar. Rastrear dinheiro vivo, em grandes quantidades, não é difícil. Os pacotes de cédulas têm nas cintas identificação do banco de origem e até assinatura dos seus tesoureiros. A identificação de saques em valores elevados é muito simples dentro das regras bancárias atuais. E Jayme Rincón, fragilizado com a prisão de um filho, também pode dar com a línguas nos dentes.

 

Vai ser difícil sair limpo dessa derrota, Zé.