Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

02 out

Zé Eliton tem medo de quê? Mesmo tendo sido preso, com quase R$ 1 milhão em dinheiro vivo na casa do seu motorista, Jayme Rincón não foi exonerado da presidência da Agetop até agora

Para assumir a coordenação geral da campanha de Zé Eliton, o empresário sem empresa Jayme Rincón licenciou-se da presidência da Agetop, que comanda há mais de sete anos – mesmo tendo sido envolvido em sucessivos escândalos dentro e fora da agência.

 

E foi como presidente licenciado que ele foi preso pela Polícia Federal, por autorização da Justiça Federal, diante da abundância de provas mostrando que atuou como intermediário do pagamento de propinas ao ex-governador Marconi Perillo, segundo a acusação do Ministério Público Federal. Para piorar o que já estava ruim, a PF esbarrou com quase R$ 1 milhão em dinheiro vivo na casa do motorista e preposto de Rincón – descoberta suspeitíssima quando se sabe da importância das suas funções na campanha do Zé.

 

Mesmo assim, mesmo com tudo isso, nada mudou na Agetop. Seu presidente licenciado continua sendo Rincón, que está na cadeia. O governador Zé Eliton não ousou exonerar o seu encrencado auxiliar, o que seria de se esperar de uma gestão comprometida moralmente. Depois da eleição, ele vai reassumir?