Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

20 fev

Assembleia preenche 14 comissões temáticas destinando apenas uma a deputado aliado de Caiado. A principal delas – a CCJ – ficará com Humberto Aidar, do MDB, que é ligado a Daniel Vilela

A Assembleia Legislativa continua enviando sinais de que não tem nenhum alinhamento com o governador Ronaldo Caiado: agora, no processo de escolha dos presidentes das 17 comissões temáticas da Casa, 14 já foram definidas com apenas uma, a de Direitos Humanos, sendo entregue a um aliado de Caiado, o deputado Álvaro Guimarães, do DEM.

 

Isso significa que o novo governador segue sem contar com um  base de apoio parlamentar e que, ao contrário do que vem sendo dito, não há nenhuma articulação em andamento para reverter esse quadro negativo, que está se aprofundando e fatalmente vai criar dificuldades para a governabilidade do Palácio das Esmeraldas.

 

Mas o pior não é isso: a presidência da principal e mais importante de todas as comissões – a Comissão de Constituição & Justiça – foi entregue ao deputado Humberto Aidar(foto), do MDB, partido a que se filiou levado pelas mãos do seu presidente estadual Daniel Vilela. Aidar e o emedebista, hoje, são ligadíssimos, tipo carne e unha. Experimentado, com vários mandatos nas costas, o novo presidente da CCJ assume a partir de agora o posto de terceira autoridade mais relevante da Assembleia: em 1º lugar vem o plenário, em 2º o presidente da Casa e em seguida o presidente da Comissão de Constituição & Justiça, que tem papel fundamental na tramitação de todas as matérias apreciadas pelos deputados.