Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

21 set

Debate O Popular/rádio CBN foi pior para Zé Eliton e Daniel, por um motivo simples: eles atacaram em excesso e o eleitor goiano não gosta de quem faz campanha com críticas agressivas aos adversários

É impossível medir, em um debate entre candidatos a cargos majoritários, quem se sai bem ou quem se sai mal. Mas O Popular fez um balanço da participação de cada candidato no debate desta quinta-feira e apontou que Zé Eliton e Daniel Vilela se destacaram pelo “excesso de ataques”, expressão usada literalmente na avaliação do professor Carlos André Nunes, especialista em linguística consultado pelo jornal(print acima).

 

Em Goiás, já se sabe qual é a regra: ninguém gosta de quem faz campanha na ofensiva. O eleitor prefere o debate propositivo e não a troca de acusações. Ronaldo Caiado foi o único dos candidatos que não entrou no clima bélico: conforme a avaliação de O Popular, mostrou “serenidade”  e “identificação com a goianidade”.