Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

24 set

Zé Eliton vive o autoengano que ajuda a caminhar mais rápido para a derrota: no Instagram, diz que “a pesquisa Directa mostra o que sentimos ao andar por Goiás: clima de virada…”. É pura ilusão

O autoengano da base governista ao negar a realidade mostrada pelas pesquisas de credibilidade e assumir a crença exclusivamente nos levantamentos do instituto Directa, o único que aponta crescimento de Zé Eliton e dá a ele espetaculares 26,7% de intenções de voto (e o transforma em fenômeno eleitoral digno de chamar a atenção do país), parece não ter limite.

 

Nesta segunda-feira, o próprio governador Zé Eliton gastou o precioso espaço das suas redes sociais para reproduzir os números do Directa e ainda acrescentou: “A pesquisa Directa divulgada nesta segunda-feira mostra exatamente o que sentimos ao andar por Goiás: clima de virada, vontade manter Goiás no caminho do desenvolvimento. Os goianos estão com a gente. É Zé Eliton no 2º turno, rumo à vitória! Vamos que vamos!”.

 

De imediato, o post foi comentado por mais de 100 internautas, um grande número questionando a pesquisa e alguns até debochando. Na verdade, não há “clima de virada” algum, uma vez que a pesquisa do Directa não se alinha com a média dos principais institutos que estão trabalhando em Goiás nesta eleição – todos apontando o governador-candidato com 10 a 13% de intenções de voto, dentro da margem de erro de cada um, portanto, geralmente de três a três pontos e meio para cima ou para baixo. Qualquer índice fora daí é mera manipulação ou, falando com generosidade, algum tipo de equívoco incorporado pela pesquisa – e isso até agora só aconteceu nos levantamentos do Directa.

 

Autoengano só ajuda a perder a eleição.