Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

04 out

Programas eleitorais terminaram, mas o “horário” da Operação Cash Delivery continua no ar: nesta quinta, reportagem de 8 minutos no Bom Dia, Goiás mostra mais provas e é arrasadora para Marconi

Terminou o horário eleitoral no rádio e na televisão, mas os “programas” da Operação Cash Delivery continuam rodando: na manhã desta quinta-feira, o Bom Dia, Goiás exibiu uma reportagem de oito minutos sobre as ações policiais que levaram à prisão do ex-tesoureiro de Marconi Perillo e atual coordenador-geral da campanha de Zé Eliton, o ex-presidente da Agetop Jayme Rincón.

 

O Bom Dia, Goiás teve acesso ao processo – na Justiça Federal – que investiga as propinas da Odebrecht pagas a Marconi, através de Rincón, mostrou grampos telefônicos e novamente a montanha de dinheiro que foi apreendida na casa do motorista do mais ilustre hóspede do cárcere da Polícia Federal em Goiânia, no momento. As imagens são chocantes(veja o vídeo completo acima). No final, o apresentador do telejornal afirma – com todas as letras – que o ex-governador tucano só não foi preso porque se beneficiou de um dispositivo da legislação eleitoral que proíbe a detenção de candidatos entre 15 dias antes a até dois dias após o pleito.

 

Desde sexta, quando os endereços de Marconi foram vasculhados pela PF e Rincón foi preso, a Operação Cash Delivery tem o maior tempo de rádio e televisão da presente campanha eleitoral em Goiás. E pelo jeito vai continuar até o dia da eleição, para azar da tucanada estadual.