Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

06 out

Final do Tempo Novo e de Marconi é muito pior que o encerramento do ciclo de PMDB e de Iris Rezende em 1998

A pesquisa Ibope/TV Anhanguera, divulgada agora há pouco, mostra que o final do Tempo Novo e do seu maior líder, o ex-governador Marconi Perillo, será muito pior que o encerramento do ciclo de poder do PMDB e de Iris Rezende, em 1998.

 

O eleitor goiano está passando uma régua nunca vista antes na política de Goiás: o candidato do PSDB ao governo, Zé Eliton, vai não só perder no 1º turno, como pode ficar em 3º lugar, enquanto Marconi Perillo, em 4º lugar na corrida pelo Senado, conhecerá pela primeira vez na sua trajetória política o gosto amargo da derrota – e derrota acachapante. De lambugem, Lúcia Vânia também será tragada pelas águas da renovação política.

 

O mais grave é que o Ministério Público Federal e a Polícia Federal estão nos calcanhares de Marconi. É uma queda tão grande que ele nunca mais pode se reerguer, ao contrário de Iris, que voltou das cinzas e ganhou três vezes para prefeito de Goiânia.