Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

19 dez

Distanciamento entre Caiado e Lincoln Tejota é real e tem a ver com suspeitas de influência no relacionamento das OSs com a Secretaria da Saúde quando Deusdeth Vaz era o superintendente executivo

Está longe de ser imaginário o distanciamento, pós eleição, entre o novo governador Ronaldo Caiado e seu vice, o atual deputado estadual Lincoln Tejota.

 

Lincoln e Caiado quase não se falaram mais depois do pleito. Surgiram intrigas, no entorno caiadista, apontando a atuação de um cunhado do vice-governador, Deusdeth Vaz, que foi superintendente executivo da Secretaria Estadual da Saúde, no delicado relacionamento da pasta com as organizações sociais que administram os hospitais do governo de Goiás, movimentando grandes somas de dinheiro. Circulam informações de que o Ministério Público Estadual desenvolve investigações sigilosas sobre essas ações

 

Deusdeth Vaz foi demitido da superintendência executiva da SES um dia depois do anúncio do nome de Lincoln para a vice-governadoria.

 

Não há nada que provoque mais receio em Caiado do que o envolvimento em denúncias de corrupção, ainda que seja por proximidade pessoal ou política.