Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

22 dez

Quatro deputados de perfil agressivo e sem papas na língua – Major Araújo, Amauri Ribeiro, Delegado Humberto Teófilo e Paulo do Trabalho – formam o núcleo pró-mudança radical e histórica na Assembleia

Quatro deputados estaduais que terão cadeiras na Assembleia na próxima Legislatura – um veterano, Major Araújo, e três novatos: Amauri Ribeiro, Delegado Humberto Teófilo e Paulo do Trabalho – têm em comum a agressividade na atuação política e a disposição para falar o que dá na telha, qualidades que estão sendo decisivas para imprimir um novo rumo ao Poder Legislativo em Goiás.

 

São eles que apresentaram a proposta de que a Assembleia deve ser “zerada”, ou seja, precisa ser submetida a uma “limpeza geral” que a liberte das influências do ex-governador Marconi Perillo e dos seus últimos ex-presidentes, que ainda conservam domínio sobre de contratos, diretorias e principalmente cargos comissionados e, pior de tudo, parece que manteriam esses espaços no caso da eleição de Álvaro Guimarães para a presidência.

 

Não há nada de convencional no perfil desses quatro deputados: são radicais mesmo, jacobinos e dispostos a levar as ideias em que acreditam às últimas consequências. Não são diplomatas na linguagem e nem se preocupam se vão melindrar ou não os colegas. O fato é que começaram com o pé direito, já que não se pode tirar deles o mérito de levantar uma discussão que, em última análise, ao defender a depuração política da Assembleia, acaba também alcançando a correção de práticas irregulares e imorais que sobrevivem incólumes há anos e anos dentro do Poder. Foram os quatro também que se rebelaram e praticamente mataram a candidatura de Álvaro Guimarães, ao denunciar compromissos para a nomeação de deputados tucanos derrotados para diretorias da Assembleia e assim eternizar a manutenção no controle de forças políticas varridas do mapa pela última eleição. A partir daí, surgiu a candidatura alternativa do Dr. Antônio, hoje em condições de pleno favoritismo para vencer a disputa.

 

Major Araújo, Amauri Ribeiro, Delegado Humberto Teófilo e Paulo do Trabalho estão fazendo muito pela moralização do Legislativo em Goiás, acompanhando os ventos de renovação que sopram no país. O que prova que, às vezes, um copo de cólera faz bem para esquentar os ânimos e sacudir o palco onde se decide a política estadual.