Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

29 dez

Por que o discurso de posse de um governador é importante e por que, no caso de Caiado, que assume na próxima terça, 1º de janeiro, é mais importante ainda

O discurso de posse de um governante que está assumindo o cargo para o qual foi eleito tem importância porque é o momento em que alinha os seus compromissos, esclarece as suas intenções e apresenta as ideias que tem na cabeça e que irão nortear o seu mandato.

 

Não é – ou não deveria ser – apenas uma peça vazia de retórica, a ser usada para lançar chavões e frases de efeito. Para isso, o momento certo é a campanha eleitoral, que já passou. Mais: no caso em que o governante foi eleito representando um processo de ruptura, como aconteceu com Ronaldo Caiado, o pronunciamento de posse é muito mais importante que o normal, pela expectativa que gera quanto aos fatos novos que virão junto com o início de um governo desalinhado com o que estava no poder.

 

Discursos, no mundo de hoje, parecem superados e identificados com um tipo de comunicação meio détraqué diante a modernidades consagradas como as redes sociais ou a difusão acelerada de informações e conhecimentos pelos canais da internet. Mesmo assim, em uma ou outra ocasião, ainda têm o que oferecer, o que acontece, por exemplo, quando o empossado fala na sua solenidade de investidura. Caiado vai ter o seu momento para dizer, com clareza e objetividade, o que não disse até hoje, desde que foi eleito: o que vai fazer e como vai fazer.