Informações, análises e comentários do jornalista
José Luiz Bittencourt sobre política, cultura e economia

10 jan

Governo Caiado continua incompleto em quase 70% da sua estrutura, mostra acefalia e ameaça complicar a vida dos goianos com a paralisação da Juceg e a demissão dos funcionários do Vapt Vupt

Ao completar 10 dias, o governo de Ronaldo Caiado Caiado ainda está incompleto em quase 70% da sua estrutura, ou seja, com a maioria dos cargos do 2º e 3º escalões ainda sem preenchimento – situação que foi agravada por um decreto genérico de demissão de comissionados, que praticamente paralisou a Junta Comercial do Estado e exonerou todos os atendentes do Vapt Vupt, a agência de prestação de serviços federais, estaduais e municipais que é uma área da administração estadual funciona bem, com elevada aprovação popular. As equipes do Vapt Vupt, no momento, estão trabalhando sem nenhum vínculo empregatício.

 

Caiado, desde que ganhou a eleição, sempre repetiu que não tem pressa em tomar as decisões que precisam ser tomadas. E, depois de assumir a governadoria, continua sem mostrar qualquer celeridade. Ele colocou o Estado em marcha lenta no aguardo da visita de uma comissão de técnicos do governo federal, que virá a Goiás para avaliar a sua situação fiscal e verificar se existem condições para a sua inclusão no Regime de Recuperação Fiscal e, a partir daí, com direito a usufruir de benesses como a suspensão do pagamento das parcelas da dívida por 3 anos. Se der certo, o novo governo deverá andar, mas… se não der ou se demorar (segundo O Popular, a avaliação para inclusão no RRF demora até 6 meses) aí as coisas vão se complicar.

 

O RRF transformou-se em obsessão para Caiado. Até hoje, desde que o programa foi criado, somente um Estado foi habilitado, o Rio de Janeiro, que chegou a um descalabro financeiro e administrativo muito, mas muito pior do que qualquer outra unidade da Federação. A a avaliação de especialistas é que Goiás não se enquadra – mesmo com a crise em torno da folha de dezembro, que muitos acreditam estar sendo fabricada para reforçar o cenário negativo que levaria ao RRF.

 

Goste ou não das críticas e responda, como tem feito, argumentando que tem pouco tempo de mandato e por isso não pode ser cobrado, o fato é que Caiado está indo devagar demais diante dos problemas acumulados e das expectativas que criou.